Características físicas da África.

Localização:

A África, ou continente africano, está localizada na zona intertropical do planeta e por isso o território está estabelecido nos dois hemisférios (sul e norte), devido a esse fato é cortado pelo paralelo do Equador na parte central do mesmo, além do meridiano de Greenwich que o atravessa a oeste, criando o continente pertencente a quatro hemisférios.

Os oceanos e mares:

O Continente Africano ocupa uma área de 30,2 milhões de quilômetros, que equivale a aproximadamente 20% das terras emersas contidas na Terra. Esse extenso território abriga 53 países independentes, 2011 o Sudão do Sul se torna um país, 54 países.
O litoral africano possui 27 mil quilômetros de extensão e nesse praticamente não existem acidentes geográficos, fato que não favorece o surgimento de portos naturais ou penínsulas, isso quer dizer que é pouco recortado, auxiliando na criação das feitorias.
A África é privilegiada quanto à extensão territorial, tal fato favorece a abrangência de grandes ambientes naturais, tais como a floresta da bacia do Congo e o deserto do Saara, esse continente abriga uma grandiosa biodiversidade, proveniente fundamentalmente da localização geográfica que favorece uma enorme insolação e elevadas temperaturas.

Relevo:


A formação geológica, mais precisamente do relevo, é bastante antiga e passou por grandes processos erosivos ao longo do tempo. Em geral, o relevo que predomina na África é o planalto de forma aplainada devido os processos erosivos.
O planalto é cercado por um conjunto montanhoso que apresenta, forma de cadeias ou  forma de maciços ao seu entorno.
Nesse sentido, os relevos são classificados em compartimentos, no qual os principais são respectivamente:
• Cadeia do Atlas: conjunto montanhoso localizado ao norte do continente, lugar onde se encontra o Marrocos até a Tunísia. Essa característica de relevo corresponde a um dobramento moderno, isso resulta em grandes altitudes, uma vez que não passaram por processos erosivos, desse modo em alguns pontos a elevação pode alcançar 4 mil metros.
• Cadeia do Cabo: conjunto de montanhas que se encontra no litoral sul do continente, possui uma formação relativamente antiga, o que proporciona elevações modestas.
• Maciço da África Centro-Oriental: conjunto de montanhas que se formou por meio de erupções vulcânicas, esse tipo de relevo apresenta-se desde a Somália até a Tanzânia, adjacente ao Oceano Índico. Na região destaca-se o Rift Valley no qual é possível encontrar os pontos mais elevados do relevo africano, como o Quilimanjaro (5 895 m) e o Quênia (5 197 m).
• Maciço da África Centro-Ocidental: corresponde a um conjunto de montanhas estabelecido na costa atlântica no qual se destacam o Fouta, Djalon, Maciço de Camarões. Essas são formações antigas e automaticamente geram elevações bastante modestas que ultrapassam os 2,5 mil metros de altitudes.

Hidrografia:


A África possui um dos maiores rios do mundo, além de importante lagos, nesse sentido a seguir alguns dos principais existentes no continente:
• Vitória: corresponde a um lago que configura como o maior do continente, banha os territórios da Tanzânia, Quênia e Uganda.
• Tangancia: é um lago que banha as nações do Burundi, Tanzânia, Zâmbia e a República Democrática do Congo, é um dos mais profundos do mundo com cerca de 1.435 metros.
• Niassa: lago que ocupa áreas em países como Malavi, Tanzânia e Moçambique.
• Turkana: lago de água salgada que abrange o território do Quênia e Etiópia.
• Alberto: lago que está localizado ao norte do continente onde estão situadas áreas dos países de Uganda e a República Democrática do Congo.
A hidrografia do continente africano não se restringe somente aos lagos, uma vez que existe uma grande quantidade de rios de suma importância paro o povo.
A partir dessa consideração conheça alguns dos rios que mais se destacam nessa parte do planeta:
• Rio Nilo: segundo maior em extensão no mundo, com 6. 695 km, e primeiro no Continente Africano, desenvolve uma grande influência nos países por onde passa, especialmente o Egito.
• O Rio Níger possui 4.184 km de extensão, nasce no leste da África e corta Mali, Níger e Nigéria.
• Rio Zambeze: rio de grande importância, especialmente no sul do continente, sua nascente está localizada no Zâmbia e percorre as terras de Moçambique até atingir o Oceano Índico.
• Rio Congo-Zaire: possui 4.600 quilômetros que nasce no Zâmbia e corta a República Democrática do Congo e deságua no Golfo da Guiné.

Clima:


A distribuição climática da África é basicamente determinada pela latitude das diferentes regiões, estruturadas em faixas simétricas nos hemisférios norte e sul, a partir da linha do equador, que passa pelo centro do continente. Distingue-se em primeiro lugar uma zona de clima equatorial (bacia do Congo, Gabão, Camarão, orla sul do golfo da Guiné e zonas elevadas da África oriental), extremamente úmida e de temperatura elevada, embora moderada pelas chuvas constantes; a oscilação térmica é reduzida, com médias de 25o C. Estendem-se em seguida duas zonas tropicais, ao norte (Sudão) e ao sul (bacia do Zambeze), com estação úmida no verão e seca no inverno.
O Saara e o Kalahari, respectivamente nos hemisférios boreal e austral, constituem duas extensas faixas de clima desértico, muito seco e de grandes amplitudes térmicas -- altas temperaturas durante o dia e rápido esfriamento à noite. Por último, os extremos setentrional e meridional do continente -- o Atlas e a região do Cabo --_ apresentam clima de tipo mediterrâneo seco, com chuvas na primavera e no outono e estiagem no verão. A altitude oceânica e os cursos fluviais introduzem algumas variantes climáticas regionais no esquema geral.

Geologia:




Vegetação:

 

Floresta Equatorial
 
Presente na região central e centro-oeste do continente. Composta por vegetação fechada, emaranhada e densa. Influenciada, principalmente, pelo elevado índice de chuvas na região.





Savanas


Presentes nas faixas norte e sul das florestas tropicais e também na região sudeste do continente africano. É composta por gramíneas, com presença espalhada de árvores de pequeno porte e arbustos.

Estepes


Faixa presente ao norte e nordeste das savanas. É uma vegetação de transição das savanas para a vegetação desértica. Vegetação tipicamente rasteira composta por herbáceas.

Vegetação Mediterrânea
 
Presente no extremo norte da África (litoral do Mar Mediterrâneo) e também no litoral sul da África do Sul. Vegetação composta por gramíneas e arbustos.




Vegetação desértica


Presente no deserto do Saara é composta por arbustos de galhos secos e bem espaçada com gramíneas. Porém, estes tipos de vegetação aparecem apenas em áreas com cursos de água (raros no deserto). Em grande parte do deserto do Saara não há qualquer tipo de vegetação.




Fontes:



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Nazismo X Fascismo

Macrorregiões, Mesorregiões e Microrregiões.